terça-feira, 4 de outubro de 2011

Convite - Pluf, O Fantasminha - 2011




O clássico texto dramatúrgico de Maria Clara Machado – Pluft, O Fantasminha – terá uma nova concepção de montagem com a trupe de teatro da Zulmira Torres, que fará uma linda homenagem no próximo dia 11 de outubro às crianças da unidade escolar. Vinte e quatro alunos do 4° e 5° contarão a história do fantasminha Pluft e da menina Maribel. Esta será a 11ª montagem teatral do Grupo de Teatro Zulmira Torres.

O processo de montagem da peça durou de março a outubro. Os alunos tiveram contato com o texto literário e depois, com o texto dramatúrgico. Durante o momento de leitura e analise do texto foram trabalhados aspectos básicos de um texto teatral, tais como: divisão de ato, cenas e unidades; abordagem do tema; construção das personagens; concepções de figurino, cenário, elementos de cena, sonoplastia e maquiagem. Valorizando o processo interdisciplinar, o texto de análise da prova da 3ª unidade dos alunos do 5° foi um trecho de uma das cenas do texto da peça.

A concepção da montagem prima pela espontaneidade dos atores-mirins. O professor de teatro, Jorge Borges, fez uma adaptação para a realidade do grupo, sem perder a essência do texto. Assim, a peça escrita por Maria Clara tem uma nova leitura, a partir do ponto de vista de seus interpretes. Com um cenário sintético, figurinos leves, músicas incidentais e uma dinâmica nos diálogos, o grupo promete divertir e se divertir com essa conhecida, inusitada e deliciosa história.

A autora: Nascida em 8 de abril de 1921 em Belo Horizonte, Minas Gerais, Maria Clara Machado foi criada no Rio de Janeiro, no bairro de Ipanema, onde iniciou seus estudos e morreu aos 80 anos em 2001. Iniciou sua carreira com um teatro de bonecos, que fundou e dirigiu durante cinco anos. Em 1951, fundou a famosa escola Tablado. Portanto, a sua dedicação ao Tablado e as inúmeras levas de talentosos atores que dele saíram, e fazem sucesso no teatro e na televisão, aprenderam a arte de representar, explicam a relevância de Maria Clara Machado à cultura brasileira Por isso, em 1961 foi convidada pelo Governo do então Estado da Guanabara para dirigir o serviço de teatro e diversões do Estado, ao mesmo tempo em que ocupou o cargo de Secretário-geral do teatro Municipal do Rio de Janeiro. Ela nunca teve filhos, mas encantou muitas crianças com suas histórias e acreditava que as crianças merecem ouvir boas histórias e se dedicava a fazer o melhor para elas, se tornando autora de mais de vinte peças infantis, algumas traduzidas para dez línguas. Maria Clara foi uma das principais fomentadoras do teatro brasileiro. Uma de suas peças mais famosas, o "Pluft, o Fantasminha", historia de um fantasma que não quer crescer, ainda encanta crianças e adultos.

Sinopse do texto: A peça conta a história do rapto da Menina Maribel pelo cruel e ridículo Pirata Perna-de-Pau. O vilão esconde a menina no sótão de uma velha casa abandonada, onde vive uma família de fantasmas: a Mãe, que faz deliciosos pastéis de vento e conversa ao telefone com Prima Bolha; o fantasminha Pluft, que nunca viu gente; Tio Gerúndio, que passa o dia inteiro dormindo dentro de um baú; e Xisto, o primo aviador que surge apenas no final para fazer um salvamento espetacular da menina. A trama se concentra na procura do tesouro do avô da menina, o Capitão Bonança, que morreu no mar deixando lá no fundo a sua herança. Mas a grande chave da poesia teatral criada pela autora é a amizade que surge entre a Menina Maribel e o Fantasminha Pluft. Os momentos de comicidade ficam por conta dos amigos de Maribel, o trio clownesco João-Julião-Sebastião, que vai à sua procura para salvá-la.

É com imensa honra que o Grupo de Teatro Zulmira Torres convida todos a assistirem a sua mais nova criação artística.

Viva fantasma!

Viva gente!


Data: 11 de outubro de 2011

Horário: 09:30 / 10:10 / 15:00 / 19:30

Local: Escola Municipal Zulmira Torres


Nenhum comentário:

Postar um comentário